Fortaleza Santa Cruz da Barra

Em 1555, Villegagnon instalou, no local onde hoje se encontra a Fortaleza de Santa Cruz, as primeiras peças de artilharia. Mem de Sá melhorou suas instalações em 1567. Posteriormente, a pequena fortificação foi batizada com o nome de Bateria de Nossa Senhora da Guia. No ano de 1599, a pequena bateria abriu fogo contra corsários holandeses que tentavam penetrar na Baía de Guanabara. Seu armamento, em 1612, era de vinte canhões. 

Quase cem anos depois, em 1710, a fortaleza impediu com sua artilharia a entrada do francês Duclerc. Entretanto, no ano seguinte, não impediu com sua artilharia a entrada do francês Duguay Touin, pois estava desguarnecida. Contava, então, com 44 canhões. Em meados do século XVIII contava já com 135 peças. Durante o Período Regencial teve seu armamento reduzido à metade. Entre 1863 e 1865, foram construídas várias casamatas na fortaleza, contando, nessa época, com 104 peças de artilharia. Em 1874, a fortaleza foi guarnecida com o 1º Batalhão de Artilharia a Pé. 

No início do século XX, passou a ser guarnecida pelo 1º Grupo de Artilharia de Costa e era armada com canhão 150mm Krupp. Hoje, a Fortaleza de Santa Cruz abriga o Comando da Artilharia Divisionária da 1ª Divisão de Exército. 

Endereço: Estrada General Eurico Gaspar Dutra, s/nº – Jurujuba – Niterói/RJ – CEP 24370-375 
Visitação: 3ª feira a domingo, das 10h às 17h 
Ingresso: R$ 4,00 – Crianças e idosos: grátis 


Contatos: 
Ouvidoria - (21) 97893-0203 Assessoria de Imprensa - (21) 98184-9400 Chefia - (21) 2711-7436 Expediente - (21) 2710-2354 - ramal 2025 
E-mail: fortalezadesantacruzdabarra@gmail.com Agendamento de visitas guiadas: agendamentofscb@gmail.com 
Visitação: 3ª feira a domingo, das 10h às 17h 

Site: www.ad1de.eb.mil.br 
E-mail: rp_ad1@yahoo.com.br

lunos cantam o Hino Nacional durante cerimônia abertura
Cel Torres Marques fala sobre o sucesso do Projeto à jornalista Maria José, da rádio Verde Oliva
Cerimônia de abertura da entrega dos kits cívicos
Soldados entregam mais do que bandeiras, compartilham conhecimento